A ORIGEM DO DIA DAS CRIANÇAS – 12 DE OUTUBRO

O Dia das Crianças, ou simplesmente Dia da Criança, é comemorado em 12 de outubro no Brasil.

Nessa data, homenageamos as criancinhas e, por isso, diversos eventos infantis e entrega de presentes são realizados. O dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, também é celebrado nessa data e por isso é feriado no país.

Além das festividades, a data alerta para muitos problemas enfrentados pelas crianças de todo o mundo. Merecem destaque a educação, o trabalho, a exploração e o abuso infantil, ou mesmo a fome e a subnutrição.

Origem do Dia das Crianças

No Brasil, o Deputado Federal Galdino do Valle Filho propôs a criação de um dia que homenageasse as crianças. Assim, no governo do Presidente Arthur Bernardes, foi instituído o Dia Nacional da Criança por meio do Decreto n.º 4.867, de 5 de novembro de 1924.

O dia 12 de outubro foi escolhido para homenagear a data em que Cristóvão Colombo descobriu as Américas. O próprio colonizador, que descobriu a América em 1492, batizou o continente de “continentes das crianças”, visto que as terras além-mar foram descobertas mais tarde.

No entanto, essa data começou a ser celebrada décadas depois. Em 1960, a famosa fábrica de brinquedos Estrela e a loja dedicada a produtos infantis Johnson & Johnson se uniram com o intuito de comercializarem mais produtos.

Assim, eles propuseram a criação de uma semana que ficou conhecida como “Semana do Bebê Robusto”. Foi a partir desse momento que a data (proposta pelo antigo decreto) começou a ser celebrada e atualmente é uma das mais famosas do país.

Hoje em dia, esse período é extremamente lucrativo para diversas lojas infantis. As vendas aumentam consideravelmente no mês de outubro por conta da celebração.

 

As mídias audiovisuais sempre buscam trabalhar com o olhar infantil em obras visuais. Mesmo às vezes trabalhando em filmes dramáticos ou alguns nem tantos, trazendo a inocência e purezas das crianças nas obras audiovisuais.

 

Assim, com a ideia de trazer a retratação da infância das crianças, se tem alguns animes que mostram esse tipo de tema. Mesmo levando para o lado mais do gênero slice of life, e não levando um gênero tão dramática, são tipos de animes para se divertir e se distrair.

E em especial ao dia das crianças, destacamos 10 animes para você poder assistir nesse final de semana e poder trazer a criança interior que ainda existe dentro de você!

Barakamon

O anime não foca totalmente em apenas em crianças, mas sim, em uma especial, Naru. Barakamon mostra a história de um famoso caligrafista, Handa Seishu, que é exilado em uma pequena ilha.

Então, como nunca viveu fora da cidade grande, Handa vai precisar se adaptar à seus novos vizinhos, como pessoas que viagem de trator, visitantes indesejados e crianças irritantes usando sua casa como um parque infantil.

Poster do anime Barakamon, na imagem, Naru e Honda
Barakamon (2014)

Primeiramente, são dois contrastes, Honda é totalmente ranzinza e já os moradores são amigáveis, receptivos e até é uma situação engraçada já que os moradores da ilha não ligam como Honda os tratam.

Retratando os gêneros comédia e slice of life, o ponto mais forte da trama é a relação que se cria entre Honda e Naru, a protagonista criança do anime. No começo ela consegue irritar o calígrafo por boa parte do tempo, que fortalece mais o gênero da comédia.

Honda segurando Naru
Naru (Barakamon)

Entretanto, aos poucos, Honda vai cedendo esse lado ranzinza, por conta de Naru que, acabam virando amigos. Naru ainda “ajuda” Honda a ter uma grande construção de personagem.

É um anime então que retrata muito a ideia de lições de vida, tanto para Honda aprender, como Naru, que está crescendo. São episódios bem episódicos já que é algo bem comum para o gênero slice of life.

Naru fazendo uma careta, uma cara que ficou marcada no anime que remete a personagem
Naru fazendo uma sátira a uma feição adulta

Barakamon foi ao ar em 2014, com 12 episódios e foi animado pelo estúdio Kinema Citrus, que já animou animes como Made in Abyss e Black Bullet.

Non Non Biyori

Ainda retratando a infância das crianças, o anime Non Non Biyori se passa em uma aldeia rural de Asahigaoka, um lugar que não possui tão tanto conforto como as pessoas da cidade estão acostumadas a ter.

Personagens principais do anime Non Non Biyori, com uniforme escolar
Non Non Biyori (2013)

As lojas e estabelecimentos estão muito afastadas da aldeia e a escola do local tem apenas cinco alunos, onde cada um está em um grau de escolaridade diferente. Então, a história começa quando Hotaru Ichijo, uma estudante de Tóquio, é transferida para a escola local e assim, terá que adaptar-se à vida do campo com seus novos amigos.

Animado pelo estúdio Silver Link (Kokoro Connect e Baka to Test to Shoukanjuu), o anime, além de sua primeira temporada lançada em 2013, possui mais uma temporada e um filme, e também, uma terceira temporada confirmada para o ano que vem.

Personagem Renge tocando uma flauta
Renge Miyauchi (Non Non Biyori)

Non Non Biyori é aquele típico anime para assistir com o intuito de se divertir e relaxar. Também sendo bastante episódico, o anime tem situações bem amenas, ou seja, sem grande complexidade.

Também possuindo um ritmo mais lento, o anime então retrata a história dessas crianças, onde se trabalha a comédia, brincadeiras e o imaginativo das crianças. Você se diverte com as crianças do anime durante os episódios apenas acompanhando o cotidiano dessas crianças em uma aldeia isolada.

Mitsubosh Colors

Lançado em 2018, Mitsubosh Colors passa-se em Ueno (Tóquio). Muitas vezes, retratando um parque, é neste lugar que está situada a base secreta de uma organização chamada “Colors”, mas que na verdade, é liderado por três garotas. Portanto, em uma ideia cômica, a ideia do grupo é assegurar a paz no local.

As três protagonistas de Mitsuboshi colors
Mitsuboshi Colors (2018)

Outro anime que leva muito a comédia e o slice of life a risca, Mitsubosh Colors mostra a vida rotineira das três garotas, Kotoha, Sacchan e Yui, se divertindo neste parte e se interagindo com os outros personagens do anime.

É um anime com o foco de retratar a infância das três garotas, e com uma mente criativa, as brincadeiras das garotas ganham um novo significado, como se fosse uma grande missão para proteger o parque de Tóquio.

Saachan, Yui e Kotoha, segurando um gato e conversando com o guarda do parque
Saachan, Yui e Kotoha (Mitsuboshi Colors)

Assim, o exagero da imaginação das personagens torna o anime de certa forma bastante divertido. E felizmente, é algo que faz sentido, as crianças são tão imaginativas e essas três garotas não são diferentes. Elas se envolvem em cada brincadeira que o espectador se diverte assistindo.

Logo no primeiro episódio, as garotas encontram um gato de rua e o chamam de Coronel Monocromático. Depois, precisam de dinheiro para alimentar o gato e vão “confrontar” o segurança do parque. O segurança se envolve na brincadeira das garotas, e elas agem com uma naturalidade, mas transformando o problema em algo tão grande que se torna uma situação engraçada.

Yui, Saachan e Kotoha segurando um brinquedo que na verdade parece uma bazuca
Cena icônica que ficou marcada pelo anime

O anime tem uma temporada com 12 episódios e é adaptação de um mangá por Katsuwo, feito pelo estúdio Silver Link.

Udon no Kuni no Kiniro Kemari

Tendo 12 episódios, Udon no Kuni no Kiniro Kemari (ou A Terra do Udon) retrata a história de Souta Tawara, que decide fazer uma pausa da cidade Tóquio. Assim, ele retorna à sua cidade natal, Kagawa e lá, possui um antigo restaurante de Udon que é uma propriedade familiar.

Souta entra no restaurante e acaba descobrindo que tem um garoto dormindo no restaurante. O garoto, na verdade, é um guaxinim. Souta decide chamar o garoto de Poko e os dois começam a viver uma relação que aos poucos vai crescendo no anime.

Personagem Poko, a criança do anime, sorrindo
Poko (Udon no Kini no Kiniro Kemari)

O protagonista Souta não tem mais os pais e esse foi um dos motivos que ele acaba voltando para sua cidade natal, quando seu pai falece. Assim, a relação de Souta e Poko vai se formando e Souta vai se lembrando dos tempos que passava com seu pai, trazendo um pouco de sentimento a obra.

A história é divertida e também tem seu ritmo único. O ponto forte do anime é a relação de Souta e Poko, onde facilita a construção de personagem entre os dois personagens e que ambos vão se destacando na obra.

Souta e Poko, personagens principais do anime
Souta e Poko (Udon no Kuni no Kiniro Kemari)

Outro fator importante são os outros personagens que compõem a série, trazendo mais momentos engraçados e de certa forma, eles completam o anime. Udon no Kuni no Kiniro Kemari ainda retrata a fantasia já que Poko pode se transformar em um guaxinim.

O anime foi animado pelo estúdio LIDENFILMS (Yamada-kun to 7-nin no Majo e Arslan Senki) e adaptado do mangá com o mesmo nome.

Alice to Zouroku

O anime Alice to Zouroku foca em uma garota chamada Sana que possui um poder chamado “Sonhos de Alice”. É uma das habilidades que permite materializar qualquer coisa que ela imaginar.

Assim, escapando de um laboratório em que ela era cobaia por causa de seus poderes, Sana começa a conviver no mundo fora deste lugar. Ela conhece um senhor chamado Zouroku, que acaba ajudando ela.

Poster do anime Alice to Zouroku, onde Sana está sentada, usando um vestido rosa
Alice to Zouroku (2017)

É um anime que retrata a infância da garota Sana em um novo mundo para ela. O mais interessante é que por ter seu poder, em que ela materializa coisas que ela pensa, só reforça como a criança é tão imaginativa.

E a ideia do anime é retratar essa infância que Sana nunca teve. Zouroku ainda tem uma neta chamada Sanae, que acaba aceitando as brincadeiras de Sana e que acaba reforçando essa ideia de infância do anime.

Protagonista Sana com uma feição chorosa
Sana (Alice to Zouroku)

É outro anime também que mostra uma ligação da criança com alguém mais velho, que no fim, um personagem acaba crescendo e construído por causa das ações dos outro. Sana e Zouroku vão também construindo uma relação de pai para filha que não tem como ficar sentimental.

Sana nas costas de Zouroku, sorrindo
Sana e Zouroku (Alice to Zouroku)

Além de ter esse lado mais “criança”, o anime possui a trama que o laboratório quer a Sana de volta, então às vezes, a garota acaba entrando em confusão, onde ela precisa usar seus poderes para se proteger. Outro ponto é que a garota não consegue controlar seus poderes, assim, ela precisa aprender a se comportar nesse novo mundo em que vive.

Animado pelo estúdio J.C. Staff, Alice to Zouroku tem 12 episódios e foi lançado em 2017.

Gakuen Babysitters

Animado pelo estúdio Brain’s Base em 2018, Gakuen Babysitters mostra a história de dois irmãos que perdem seus pais em um acidente fatal de avião. Neste ponto, a diretora de um colégio de elite decide cuidar dos dois, mas com a condição de que Ryuuichi, o irmão mais velho, deve se tornar babá dos filhos dos professores da academia.

Ryuuichi tem um comportamento mais amigável e bondoso, mas já seu irmão mais novo, Kotarou, é uma criança mais reservada.

Crianças abraçando Ryuuichi enquanto ele lê um livro
Gakuen Babysitters (2018)

Mesmo com essa premissa primeiramente muito desastrosa por causa da morte dos pais dos dois personagens, Gakuen Babysitters leva o anime para um tom de comédia, retratando também os gêneros slice of life e gênero escolar.

O drama da morte dos pais dos dois irmãos é amenizado aos poucos com a história, com a situação dessa creche e também a junção dos outros personagens que completam o anime para trazer as situações cômicas.

gif das crianças do anime gakuen babysitters
Crianças de Gakuen Babysitters

Os outros personagens são tanto como crianças em que Ryuuichi precisa cuidar e também, outros personagens mais ou menos da idade dele que ajudam o garoto nesse tipo de creche. O alívio cômico deste anime é justamente as confusões que Ryuuichi e os outros personagens passam para cuidar dessas crianças.

Mikakunin de Shinkoukei

Não retratando tanto a infância de crianças, mas especialmente de uma, o anime Mikakunin de Shinkoukei é sobre uma garota que completa 16 anos e ela descobre que está noiva de um garoto chamado Hakuya.

Hakuya se muda para a mesma cidade para conviver com Yonomi Kobeni, sua pretendente. É uma cidade do interior e ele acaba trazendo sua irmã mais nova com ele, que é estudante do primário. E também, mora com Kobeni, sua irmã mais velha.

As garotas do anime Mikakunin de Shinkoukei, as três sorrindo
Mikakunin de Shinkoukei (2014)

Outro anime slice of life que não tem um drama tão profundo, onde mostra apenas o cotidiano dos 4 personagens. E um dos pontos fortes da obra é Mashiro, a irmã mais nova de Hakuya, que tem 9 anos.

O engraçado que Mashiro, de alguma forma, consegue se matricular na turma da garota Kobeni. Ela tenta mostrar que não é criança, mas ela acaba caindo nas graças quando demonstra seus gostos e desgostos com tanta facilidade. Mashiro também é muito fácilmente influenciada por doces.

Mashiro, a criança do anime
Mashiro (Mikakunin de Shinkoukei)

É um anime que também traz a comédia romântica entre os dois protagonistas que possuem diferentes personalidades. Mas tudo leva mais para a comédia por conta das duas irmãs dos protagonistas, especialmente a garota Mashiro.

gif de Mashiro dançando em frente da televisão com seu irmão atrás
Mashiro (Mikakunin de Shinkoukei)

O anime é adaptação de um mangá produzida pelo estúdio Doga Kobo (Gekkan Shoujo Nozaki-kun e Himouto! Umaru-chan) e foi exibido no ano de 2014.

Amaama to Inazuma

O anime Amaama to Inazuma foi lançado em 2016 pelo estúdio TMS Entertainment. Mais um anime bem ligado ao slice of life e a comédia.

A história do anime mostra sobre Kouhei Inuzuka, que desde a morte de sua esposa, cuida da sua filha, Tsumugi. Muito ocupado por conta de seu trabalho como professor e não tendo nenhum conhecimento culinário, o pai então confia nas refeições prontas de lojas de conveniência para a alimentar a garota.

Kouhei fica frustrado pela sua incapacidade de não fornecer pelo menos uma refeição nutritiva para sua filha. Portanto, ele acaba aceitando uma oferta de sua aluna, Kotori, para jantar no restaurante de sua família. Mas o pai e a filha descobrem que o restaurante geralmente está fechado devido à mãe de Kotori estar sempre ausente e a garota acaba sempre comendo suas refeições sozinha.

Poster do anime Amaama to Inazuma
Amaama to Inazuma (2016)

Então, Amaama to Inazuma segue a história de um pai que faz o possível para deixar sua filha feliz e satisfeita, enquanto explora os significados e valores por trás da culinária, da família e das refeições quentes em casa que muitas vezes são um dado adquirido.

Tsugumi e Kouhei, pai e filha
Tsugumi e Kouhei, pai e filha (Amaama to Inazuma)

Mesmo que a mãe de Tsumugi morreu faz quase um ano, o anime não tenta focar tanto nessa informação, tentando não trazer drama para o anime. Mas tem um episódio em especial que traz esse sentimento para a garota de apenas 5 anos de idade.

Kotori, Tsugumi e Kouhei com uma feição de impressionados
Kouhei, Tsugumi e Kotori, os principais do anime

Além de trazer a infância de Tsumugi, Amaama to Inazuma traz ensinamentos sobre a culinária, já que a maioria do tempo são eles cozinhando e tendo refeições entre os três.

Cardcaptor Sakura

Um dos animes mais conhecidos entre o público, Sakura Card Captors conta a história de Sakura que tem 10 anos e é estudante. Por acidente, a garota abre um livro misterioso chamado Livro Clow.

Assim, do livro saem 52 cartas mágicas e foram espalhadas na região de Tomoeda. Sakura precisa capturá-las, se tornando uma cardcaptor. Trazendo gêneros escolarcomédia, o anime traz também o drama e a aventura, tendo às vezes algumas cenas de ação e o mistério das cartas.

Sakura, protagonista do anime Sakura Cardcaptors
Cardcaptors Sakura (1998)

Os outros personagens que aparecem na história tem mais ou menos a mesma idade que Sakura, eles compõem a história para tanto a construção da trama e para ajudar Sakura para capturar as cartas novamente.

A obra foi feita pelo grupo CLAMP e teve algumas adaptações de anime, sendo a mais recente em 2018. O anime retrata a aventura de Sakura, uma garota de apenas 10 anos que vai crescendo e tendo seu amadurecimento durante a história.

Sakura, protagonista do anime, com seu cajado
Sakura de Cardcaptors Sakura (2018)

A história se leva para o lado mais infantil mesmo com toda essa aventura, mas é um dos animes mais clássicos e bem feitos durante esses anos, em que Cardcaptor Sakura foi um dos primeiros animes assistidos pela grande maioria dos fãs da cultura japonesa.

Sen to Chihiro no Kamikakushi

Studio Ghibli trabalha muito com a infância e crescimento de personagens crianças e/ou adolescentes. Em especial, o filme Sen to Chihiro no Kamikakushi (ou A Viagem de Chihiro), conta a história da garota Chihiro, que está se mudando para uma cidade diferente com seus pais.

Chihiro, protagonista do filme A Viagem de Chihiro
A Viagem de Chihiro (2001)

Mas ao caminho da nova casa, os pais decidem pegar um atalho e acabam parando em um lugar em que encontram uma mesa repleta de comida em que eles comem e acabam sendo transformando em porcos. Assim, só a  garota Chihiro pode salvar seus pais.

Chihiro com algumas bolhas de água sobre o rosto
Chihiro (A Viagem de Chihiro)

Trabalhando com o crescimento e construção de personagem da protagonista, Chihiro tem que deixar de lado a imaturidade e ter que viver sozinha em um mundo totalmente novo. Não sendo um filme de cotidiano, mas sim de novas experiências para o amadurecimento de Chihiro.

gif de Chihiro voando sobre Haku, o dragão, no céu
Haku e Chihiro (A Viagem de Chihiro)

O anime é muito fantasioso, trazendo personagens diferentes e uma trama maravilhosa. O Studio Ghibli traz a mesma proposta de crescimento das personagens infantis que tem que enfrentar momentos de tensão para provar seu amadurecimento. Filmes como As Aventuras de Kiki (1989), O Conto da Princesa Kaguya (2013) e entre outros filmes da franquia.

Fale com a gente!
Fale com a gente!